domingo, 13 de dezembro de 2015

Gaeiras - Óbidos

aqui fica o contributo possível. apesar do braço ao peito, não desenhei com a mão esquerda .... o melhor desenho é do tomás, que  dedicou-se aos detalhes e à forma como utilizar/exibir o seu novo estojo. talvez por isso tenha desenhado pouco :-)
 
 




 
 
 
 
 

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Convento de Mafra

No dia 6 saí cedo de casa a pensar que ia desenhar o Museu da Eletricidade (manhã) e o Palácio de Sintra (tarde). No Museu da Eletricidade só fotografei e pus a conversa em dia com os sketchers presentes. A Sintra, infelizmente já não consegui ir. A caminho para casa, parei à frente deste gigante e decidi que tinha chegado a hora de o enfrentar (literalmente).
 
Era para ter ficado pela linha, mas ouvi uma voz "Faber-Castell...Faber-Castell" : Olhei para os lados e não encontrei ninguém, mas tenho a certeza que era o nosso amigo Procópio a castigar-me por passar por Mafra e não o ter convidado a desenhar comigo... Abraço António
 
 

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

dia mundial da pessoa com deficiência

 Torres Vedras para Todos
 
No dia 3 de dezembro - dia mundial da pessoa com deficiência, o Museu Municipal Leonel Trindade em parceria com o Gabinete de Apoio à Pessoa com deficiência Visual, organizou uma atividade de sensibilização para os problemas de mobilidade e acessibilidade no espaço urbano da cidade de Torres Vedras.
 
Para tal, juntaram utentes com deficiência visual, utentes da APECI - Associação para o Ensino da Criança Inadaptada e técnicos da Câmara Municipal de Torres Vedras, como arquitectos, engenheiros e urbanistas, entre outros.
 
 
 
 
De olhos vendados, de cadeira de rodas ou de canadianas,  partiram partiram todos para um passeio na cidade, rumo ao Choupal, onde tiveram oportunidade de se depararem com os constrangimentos que os portadores de deficiência vivenciam diariamente. Em cada obstáculo, um apontamento, uma queixa, uma reflexão conjunta para encontrar soluções.

 
 
Apesar dos obstáculos, verifica-se que as ultimas intervenções no espaço público já melhoraram e muito as condições de acessibilidade e mobilidade. Passo a passo, obra a obra, melhorar e corrigir o que está mal executado. Essa melhoria tornou-se mais evidente quando nos aproximámos do Choupal, recentemente inaugurado. Aí tivemos oportunidade de visitar o Atelier dos Brinquedos, onde todos juntos conversámos sobre a experiência, os principais problemas e as possíveis soluções.
 
 
Estas experiências são sempre enriquecedoras, a todos os níveis. Há 3 anos conheci 3 amigos especiais, o João, o Simão e o Vítor, que dependem da cadeira de rodas para se deslocarem, mas nem assim deixam de sonhar, de rir e encantar com a sua boa-disposição. Obrigado pelo exemplo e inspiração.