Nota Biográfica

André Duarte Baptista, arquitecto e ilustrador,  nasce em 1980 na cidade de Torres Vedras, Portugal, onde reside e trabalha.

Desde 1999 que desenvolve a sua actividade profissional colaborando como freelancer em vários ateliers de arquitectura.
2013, obtém o grau mestre em arquitectura, cuja dissertação se intitula O Lugar como Simbiose. Centro Histórico de Torres Vedras.
2014, enquanto arquitecto, inicia a colaboração com a Área de Planeamento da Divisão de Planeamento Estratégico e Territorial no Município de Torres Vedras, onde coordena vários projectos associados à regeneração urbana, e à promoção, dinamização e salvaguarda do património cultural: Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Torres Vedras; Encosta – Regeneração Urbana e Social da Encosta de S. Vicente; Arte ao Centro; Encontro Internacional de Desenho de Rua de Torres Vedras; (a)Riscar o Património em Torres Vedras; Carta do Património; Encosta – Desenho de rua – Reabilitação Urbana.

Paralelamente, desenvolve trabalhos na área da ilustração e educação patrimonial, possuindo Certificado de Competências Pedagógicas para exercer a profissão de Formador.

É coordenador do grupo de desenho de rua da sua cidade, tendo sido um dos fundadores do Oeste Sketchers. Também é correspondente convidado dos Urban Sketchers Brasil e Membro dos Urban Sketchers Portugal.

É membro efectivo do ICOMOS – Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, da Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património, da Sociedade Portuguesa de Estudos de História de Construção e Associação para a Defesa e Divulgação do Património Cultural de Torres Vedras.

Ao longo dos últimos anos tem orientado vários Workshops sobre desenho de observação, em Portugal e Brasil, destacando-se os seguintes: Arte ao Centro (2014); Encontro de Desenho:  Vamos desenhar em Família (Dia da Criança 2014); APECI – Associação Para o Ensino de Crianças Inadaptadas – Torres Vedras – Oficina de Desenho (2014); Museu Leonel Trindade – Torres Vedras - Museu Aberto – Oficina de desenho – pessoas com necessidades especiais (2014); Encontro Internacional de Desenho de Rua de Torres Vedras (2015 e 2016); Associação Estufa – Torres Vedras - Workshop – Diário gráfico para crianças (2015); Museu da Electricidade – Workshop de Diários Gráficos – Linha / Sombra / Luz (em parceria com Pedro Alves); Casa Atelier Vieira da Silva – Lisboa – “As parte e o todo: A identidade do Lugar" (2016); (a)riscar o património com famílias (2016); Escola Raúl Proença – Caldas da Rainha – “desenho de observação – Identidade do Lugar” (2017).  Lusófona Summer Scholl – Urban Sketchers (2017); Bienal de Ilustração da Ajudaris – Amarante – “Desenhar à Descoberta do Património” (2017). Residências artísticas (desenho e lugar) em Amarante (2017) e Castelo Branco (2018). 

Ainda no âmbito do desenho tem integrado exposições colectivas: Câmara Clara – Torres Vedras - arte ao centro (2014); Lisboa - O Mundo num Caderno: Os Urban Sketchers na António Arroio (2017); Portugal – vários locais - Exposição Colectiva Itinerante - (a)Riscar o Património (2015, 2016 e 2017); Museu Bordalo Pinheiro – Lisboa - Exposição Colectiva “Desenhar por aí – A Lisboa de Bordalo Pinheiro (2017); Museu Francisco Tavares Proença - Castelo Branco - Exposição colectiva "Espessura do Tempo - Património  e Paisagem".

Como orador convidado tem participado em várias conferências sobre reabilitação urbana, educação patrimonial e desenho de observação, tanto em Portugal como no Brasil.


Comentários

Mensagens populares