segunda-feira, 25 de julho de 2016

Choupal - Torres Vedras

 
No passado dia 21 de julho, tive o prazer de conhecer a Rosa Chaves e de desenhar com ela. A Rosa é natural de Torres, mas vive na Terceira, onde é um dos coordenadores dos urban sketchers. Se não fosse o desenho, talvez não nos viéssemos a conhecer.
Um final de tarde em grande, entre riscos e amigos. Obrigado Rosa, Carlos, Ermelinda, Sofia, Luísa e Celina

segunda-feira, 18 de julho de 2016

ainda Loulé

ainda Loulé
 
Depois do Encontro em Loulé, passámos pela Armação, para visitar familiares. Ainda houve tempo para um rabisco

domingo, 17 de julho de 2016

Arte ao Centro no Brasil



Araraquara, São Paulo/Brasil realiza o projeto Arte ao Centro – que possibilita intercâmbio cultural entre Portugal/Brasil – e traz para nosso convívio um grupo de gestores de cultura, urbanismo e artistas de Torres Vedras, Lisboa/ Portugal.

O Projeto acontece no período de 25/08 à 02/09 de 2016: exposições, palestras,tertulias, cinema, oficinas de aquarela, sketchers e desenho em vários locais da cidade como o Palacete das Rosas Paulo A.C. Silva, Museu Histórico e Pedagógico Histórico, SESC, Praça Pedro de Toledo, Praça das Bandeiras, Arte 220-Espaço Criativo e Gris Ateliê.

O grupo português de gestores e artistas é formado pela Dra. Ana Umbelino (Vereadora de Desenvolvimento Social, Cultura, Patrimônio Cultural e Turismo da Câmara Municipal de Torres Vedras), André Baptista (arquiteto da CMTVedras e Sketcher), Marta Machado (produtora cultural da CMT Vedras e artista visual) e António Bártolo (aquarelista de renome internacional, curador e organizador do Encontro Internacional de Aquarelas de Santa Cruz-Torres Vedras/Portugal).

A programação é gratuita e sujeita a alterações.
Acompanhe e prestigie!

Arte: Antonio Albino

 

terça-feira, 5 de julho de 2016

Festival MED - Loulé -Encontro USK Algarve

2 e 3 de julho
 
A convite do Hélio Boto, estive no fim-de-semana passado em Loulé, a desenhar com amigos.
 
 
 
Ponto de encontro - Mercado Municipal.
 
Enquanto esperávamos pelos participantes, procurei a sombra, pois tenho tido uma relação complicada com o sol e calor :-) . Eu e o João começamos a desenhar o mercado, uma fera difícil de dominar. Ao nosso lado, sentou-se um turista canadiano, que por ali passava. Ganhou coragem e mostrou-nos orgulhosamente o seu diário de viagem, recheado de desenhos.
 
 
Há que rentabilizar os recursos. A sombra era boa, a companhia ainda melhor, bastou uma rotação de 90º para encontrar outro plano digno de registo - A Câmara Municipal. O nosso novo amigo canadiano lá continuava a contar as sua peripécias.
 
 
 
 
O programa era livre, cada um desenhava o que queria. Lá fui eu à procura de recantos com sombra, estava um calor insuportável . O Largo D. Pedro, pela sua escala e configuração, conseguiu seduzir-me para um novo rabisco. 
 
 
Depois do almoço, segui sozinho à procura de novos recantos, até que me deparei com a rua dos Almadas. Para além do enquadramento, fui atraído pela esplanada e lá está, pela "bela da sombra" e da brisa fresca que se fazia sentir
Passando o "túnel" da Rua dos Almadas, deparei-me com o Rui, que estava a desenhar o castelo. Lá tive de o acompanhar....
 
 
 
Decidi procurar os restantes participantes e o meu faro não me desiludiu: estavam nas tasquinhas à espera de uma bela caracolada. Aproveitei para registar o momento....e para por a conversa em dia.
 
 
No domingo, o braço traiu-me e só consegui fazer este desenho, mas tinha mesmo de o fazer, pois esta antiga mercearia, é uma verdadeira relíquia. fiquei com pena de não conseguir desenhar o interior. Fica para uma próxima....
 
Obrigado Hélio, obrigado Câmara Municipal e obrigado aos urban sketchers que participaram no encontro. Até breve