quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Serra da Estrela I

Programa de viagem, a 3:

Tu Skyas
Ele Skua
Eu Sketcho


Programa cumprido


Itinerário e Residencial Panorama



Ao chegar à Covilhã deparamo-nos com o edifício da Câmara Municipal, revelador da presença do Estado Novo e do poder económico que por aqui passou, associado à indústria do lanifício. À sua frente, para além da polémica rotunda, encontramos o anfitrião Pêro da Covilhã, que com as suas expedições a África e o sucesso ao dobrar o Cabo das Tormentas, terá contribuído para a conhecida viagem de Vasco da Gama - travessia do Oceano Índico
Hoje, quando olhamos para o edifício associamo-lo ao currículo de José Sócrates - foi aqui que, "alegadamente", o exmo sr ex primeiro ministro terá iniciado a sua profícua carreira profissional. Tendo em conta a simetria da praça e do próprio edifício, cheira-me que um dia teremos outra estátua ao lado de Pêro da Covilhã, só para equilibrar a coisa, fazendo "justa homenagem" ao ex-primeiro".   
Depois de recuperadas as energias, subimos à Serra. Um para-arranca infernal, parecendo que tinham aberto as portas do paraíso - neve e sol - um dia magnífico para contemplar este belo monumento natural. Ao chegar ao ponto mais alto de Portugal Continental, valeu o esforço, um sol lindo, quase tão brilhante quanto o sorriso do Tomás. "pai, pensava que era mais fofinha, mas é fixe...."
 Para contrariar o frio, cumpri a minha parte do programa - sketching, começando pelos elementos mais pitorescos, filhos do Estado Novo.



 

5 comentários: