domingo, 16 de novembro de 2014

30 de Dezembro – Semana da Visão – Rota dos Sentidos



Organização: Andar na Rua, CCC e Transforma

 

Na 5ª feira, dia 30, tive oportunidade de me juntar ao Grupo Andar na Rua, que em parceria com a Transforma e a Cooperativa de comunicação e cultura, decidiram assinalar a semana da visão, com uma actividade conjunta : A rota dos sentidos. Fomos recebidos pela Ana I. Miguel que nos explicou a actividade. No espaço transforma foi-nos pedido para vendar os olhos e ouvir uma mistura de sons, os maisvariados. No fim falamos sobre o que ouvimos. " damos mais importância aos pormenores e a direcção dos sons" " fico mais concentrado" ....." Parece que entendo melhor os sons e a mensagem" eis algumas das frases que foram surgindo. Neste grupo já se encontravam alguns dos inscritos na oficina de desenho para pessoas com visão reduzida. Confesso que tirando um caso específico, tive dificuldade em distingui-los dos restantes.


Experimentei escrever de olhos vendados e fiquei surpreendido com o resultado. Para não perder o rumo, tive de voltar á caligrafia da primária, tudo seguidinho numa única linha... 

 

Na cooperativa fomos recebidos pela Inês Mourão, presidente da Associação que nos apresentou a exposição comemorativa do 35° aniversário : sumário gráfico.



Depois do teste dos sons, esperava-nos o teste do tacto e do olfacto. Olhos vendados e lá foram eles descobrir as ervas que lhes foram colocadas nas mãos. Eles, porque desta vez deixaram-me riscar o momento. Enquanto uns riam, outros arriscavam a sorte.." Cheira-me a procissão, por isso este é rosmaninho, só pode....

Uma experiência inesquecível brindada com chás das folhas utilizadas para o exercício. No final tive o primeiro contacto com alguns dos desenhadores especiais, que me foram apresentados pela Dra Sandra Colaço. Após breves minutos, fiquei tranquilo, tal foi a confiança transmitida apenas com uma simples frase... Nós vamos porque queremos....

Desta noite, mais que os desenhos, registei esta frase do meu novo amigo A...." Sabe André, eu gosto muito de arte, toda a vida vivi rodeado de arte, no entanto eu sou o oposto do Picasso, já que ele dizia que não procurava nada, apenas encontrava, pois eu, procuro, procuro e volto a procurar, mas não encontro....
Uma experiência inesquecível...
Vejam:

Sem comentários:

Enviar um comentário