domingo, 16 de novembro de 2014

25 de Outubro - Oficina de Desenho - Brazileira de Torres


25 de Outubro de 2014 – Oficina de Desenho no Café A Brazileira de Torres

No 35º Aniversário da CCC – Cooperativa de Comunicação e Cultura, decidimos celebrar da melhor forma – Desenhar


Fomos recebidos de braços abertos pelo simpático casal, a Dª Maria do Carmo e o Sr. Ricardo que já aqui andam há 39 anos à frente deste antigo estabelecimento que data de 1930 e onde ser produzem os famosos pastéis de feijão.


Tendo em conta que a maioria dos inscritos estão a dar os primeiros passos no que diz respeito ao diário gráfico, decidi fazer esta oficina num ambiente de café, com todos os constrangimentos inerentes: falta de espaço, ruido, interpelações dos clientes…tudo o que será necessário para começar a desenhar em público. Assim foi e não poderia ter corrido melhor. Cada participante recebeu o seu caderno desdobrável, onde foram desenhando as respostas aos desafios lançados.


O 1º desafio levou os participantes a desenhar uma capa para o caderno, evocativa desta oficina, usando o papel de embrulho dos pastéis de feijão.


Mal tínhamos terminado o 1º exercício, já tínhamos o Sr. Ricardo a lançar o 2º: A história do logotipo da “Casa”.


Confesso que não estava combinado, mas resultou muito bem…


Depois do almoço com vista a bela igreja de S. Pedro, voltámos ao trabalho, onde nos esperavam uma caixas de pastéis de feijão, mas vazias (propositadamente vazias).


1º - Desenhar a caixa, começando pela sua bidimensionalidade, passando para a tridimensionalidade. Objectivos: observação e percepção do objecto.

2º - Personalização da caixa, onde cada participante usou a sua criatividade de uma forma incrível.




No final, fizemos a habitual partilha de desenhos.



A análise e crítica aos trabalhos, desta vez, feita pelos proprietários do estabelecimento que acompanharam os trabalhos de forma bastante entusiasmada.


E claro, não faltou a fotografia de grupo, mesmo antes de partirmos para a Galeria Municipal, onde nos esperava a fantástica exposição “Abstracção, Arte Partilhada” do Millenium BCP, com obras de Vieira da Silva e Arpad Szenes. http://www.cm-tvedras.pt/agenda/detalhes/9566/





Desenho de Isabel Braga

 

Objectivo: desenhar algo que identificasse o espaço visitado e cada um deu largas à sua imaginação.



Às 17h30 voltámos ao Café A Brazileira para assistir e registar o mini concerto de Acordeões integrado nas Festas da cidade de Torres Vedras http://www.cm-tvedras.pt/agenda/programa/17/


Às 18h fomos registar a inauguração de um novo espaço cultural na cidade, o Forum, um edifício localizado na inconfundível travessa do Quebra Costas, que acolhe várias associações culturais.  http://www.torresaocentro.com/projectos/detalhes/?proj=24



Ainda chegámos ao tempo do jantar de aniversário da CCC, onde para além de uma bela feijoada também nos esperava a Exposição “Sumário Gráfico”, como que uma retrospectiva aos 35 de actividade desta associação.



Os “resistentes”, ainda foram espreitar o trabalho desenvolvido pela Associação Estufa, que consiste uma refelxão sobre os espaços devolutos, onde tivemos a sorte de encontrar a Catarina Ribeiro, também ela uma sketcher do nosso grupo, vencedora do desafio, com o projecto “Hotel Royal”.




Mesmo ao lado, visitámos a Pérola, antiga mercearia de Torres Vedras, agora (temporariamente) transformada em espaço cultural, projecto da Estufa. Cá fora, tínhamos outro urban sketcher torriense, o Pedro Alves a registar os trabalhos de pintura artística na fachada do espaço devoluto.

Um dia em cheio, recheado de desenhos reveladores do empenho de cada participante.

 

A todos, o meu obrigado e até breve.

André Duarte Baptista



Sem comentários:

Enviar um comentário